Eu não aguento isto, você não aguenta isto e nós não vamos compreender isto então não aposte nisto ou nem mesmo pense nisto simplesmente levante-se da cama a cada manhã
lave-se
barbeie-se
vista-se
saia de casa
e aceite isto porque fora isso tudo o que resta é suicídio e loucura
então você simplesmente não pode ter muitas expectativas
você não pode nem ter expectativas
então o que você faz é trabalhar a partir de uma modesta
remuneração mínima como quando você sai
fique contente que seu carro
possivelmente esteja lá
e se está … fique contente pelos pneus
não estarem furados
então você entra e se ele
dá a partida … você dá a partida.
e este é o filme mais desgraçado
que você já viu porque você está nele…
cachê baixo e 4 bilhões de críticos
e o período mais longo de exibição
que você já desejou é um dia.
Charles Bukowski

(Fonte: c-a-n-a-r-i-o)

 

Ontem, um pássaro ficou preso dentro do quarto dos meus avós. Um pássaro estúpido.

Batia a cabeça no teto constantemente achando que assim iria achar o caminho de volta. Via as penas da sua cabeça caindo em cima da cama. Todas as janelas estavam abertas.
Pousou no ventilador desligado. Tentei pegá-lo e ele fugiu. 
Bateu no canto da parede e por lá ficou. Supus que tivesse quebrado a asa. Não encontrei mais, por mais que eu já tivesse afastado todos os móveis.
Minha avó disse pra deixá-lo em paz porque ele morreria ali. Domingo a faxineira ia tirar o corpo porque começaria a cheirar mal.
Fiz três últimas tentativas. Minha avó disse que eu era idiota. Fui comer hambúrguer. Deixei pra lá. 
Eu vi uma coisa viva, que estava viva, em algum canto, ou morta, sei lá, caso tivesse batido a cabeça com força. E em breve não estaria mais.
Antes de descer pro meu quarto, enchi de ar um saco plástico e estourei.
Ouvi barulho de asas. O babaca tinha ficado preso dentro do cesto das roupas sujas. Morreria sufocado em alguns segundos, cansado do jeito que estava.
O coração não cabia nele. Um coração mais depenado que a sua dignidade.
Peguei o pássaro, conversei com ele, fiz carinho, e desci. Estávamos exaustos. 
Ouvi minha avó dizendo que aquele bicho era só doença. 
Peguei uma colher e dei um pouco de água pra ele. Minha mão já estava aberta. Dei uma breve olhada pra ver se tava tudo bem com ele. Fora as penas faltando, tava tudo bem com ele.
Enquanto ele bebia, eu disse que a vida era uma droga mesmo.
Que as janelas tavam abertas.
Ofereci algumas sementes, mas ele não quis.
Fechei a mão novamente e o levei pro jardim.
Disse até mais. Abri a mão e o empurrei com o dedo pra ele ir embora.
Ele não quis. Ficou tentando se segurar com as patas pra não ter que descer.
Tentei afastá-lo com a outra mão. Provavelmente, ele se assustou e, finalmente, voou pra cima do telhado. Morto de cansado.
Ele voou. Mas não quis voar.
Aquele pássaro triste e burro fez uma coisa por mim que a maioria das pessoas não pensa em fazer.
Amor instintivo é uma coisa bonita.
Natural.
E idiota.
Aquele pássaro triste e burro tentou permanecer comigo quando eu sabia que ele não ia nunca mais voltar.

cin

(Fonte: cinzentos)

(Fonte: delator)

Mas o homem é uma criatura volúvel e pouco atraente e, talvez, a exemplo do enxadrista , ame apenas o processo de atingir o objetivo, e não o próprio objetivo. E — quem sabe?— não se pode garantir, mas talvez todo o objetivo sobre a terra, aquele para o qual tende a humanidade, consista unicamente nesta continuidade do processo de atingir o objetivo, ou, em outras palavras, na própria vida e não exatamente no objetivo, o qual, naturalmente, não deve ser outra coisa senão que dois e dois são quatro, isto é, uma fórmula; mas, na realidade, dois e dois não são mais a vida, meus senhores, mas o começo da morte.

Dostoiévski

Memórias do Subsolo

(Fonte: )

(Fonte: overdosedeamor)

Quando o vinho varria com a depressão, o medo, a inutilidade de continuar existindo se tornavam pesados demais e eu sabia que ia me matar. Na primeira vez que ela sair do quarto, estará tudo acabado para mim. Não tinha ainda bem certeza de como, mas havia centenas de maneiras. Tínhamos um pequeno forno a gás. Gás era uma opção charmosa. Gás é como um beijo. Deixa o corpo inteiro. O vinho tinha acabado. Eu mal podia caminhar. Exércitos de medo e suor corriam por todo o meu corpo. No final tudo se torna bastante simples. O maior alívio possível é nunca ter de passar por outros seres humanos na calçada, vê-los carregando suas banhas por aí, ver seus pequenos olhos de rato, suas caras cruéis e dissimuladas, o modo como desabrocham suas bestialidades. Que sonho bom: nunca mais olhar na cara de outro ser humano.

(Fonte: nof4xu)

Sem amor
Padeceria
Dia após dia
Até extinguir-me 
Sem amor
Não há olhos para o belo
A vida é fraca de leveza
E o que é viver sem amar
Senão morrer existindo 

R

(Fonte: undicola)

Há coisas piores que estar só
mas nos custam décadas
até que percebamos,
e geralmente,
quando conseguimos,
é tarde demais.
E não há nada pior
que ser tarde demais.